15 novembro 2020 | 18h30

HONEYLAND

de Tamara Kotesvka e Ljubomir Stefanov

Honeyland | 90’ | Macedónia | 2019 | m/12

Numa região montanhosa e isolada dos Balcãs, Hatidze Muratova vive com a sua mãe doente numa aldeia sem estradas, eletricidade ou água canalizada. Ela é a última de uma longa linhagem de apicultores macedónios, que se sustenta produzindo pequenas quantidades de mel que vende na cidade mais próxima, a umas meras quatro horas de caminhada.

A existência pacífica de Hatidze é alvoroçada pela chegada de uma família itinerante, com os seus motores ruidosos, os sete filhos tumultuosos e o seu extenso gado. De forma otimista, Hatidze recebe a promessa de mudança de coração aberto, oferecendo os seus afetos e os seus conselhos de apicultora.
Mas Hussein, o patriarca da família itinerante, não tarda a perceber uma oportunidade e desenvolve um interesse em vender o seu próprio mel. Hussein tem sete bocas jovens para alimentar, mas o seu gado não tem onde pastar. Perante este cenário, põe de lado os conselhos de Hatidze para tentar obter o maior lucro possível. Isto causa uma fissura na ordem natural, dando origem a um conflito com Hatidze e expondo a tensão fundamental entre a Natureza e a Humanidade, a harmonia e a discórdia, a exploração e a sustentabilidade.
Filme de estreia de Ljubo Stefanov e Tamara Kotevska, Terra do Mel foi filmado ao longo de três anos de colaboração íntima entre os realizadores e Hatidze. O documentário tem a imagem panorâmica de um épico mergulhado numa narrativa inesperadamente dramática e visualmente ambiciosa, com um surpreendente sentido de humor. É um retrato duro e terno de um equilíbrio delicado entre a Humanidade e a Natureza, um vislumbre de um modo de vida em rápido declínio e o testemunho inesquecível da resiliência de uma mulher extraordinária.